Fechar

Login

29

Ago

2016

D. António Couto na Semana Bíblica Nacional - 2016

semana biblica nacional 2016

 

O Secretariado do Movimento Bíblico, dos Franciscanos Capuchinhos, vai promover a partir deste domingo a 39.ª Semana Bíblica Nacional, com o tema ‘O Evangelho da criação’.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o frade Capuchinho Manuel Arantes da Silva, secretário do Movimento, refere que “descobrir” o sentido bíblico da criação e “as respostas da ciência e da fé aos problemas da ecologia” é o objetivo principal da Semana Bíblica Nacional, que vai decorrer em Fátima.

O encontro realiza-se em Fátima, até 1 de setembro, e segundo o sacerdote a importância do tema “dispensa toda e qualquer justificação” assinalando que as “transformações rápidas”, em todos os setores da vida, “repercutem-se também no planeta”.

O programa, que contempla “vários tempos de oração”, começa com a saudação do ministro provincial, frei Fernando Alberto Cabecinhas, às 21h15, do dia 28.

O comunicado destaca ainda alguns subtemas e conferencistas da 39.ª semana nacional de estudos bíblicos, este ano dedicada ao ‘Evangelho da Criação’, como: “O rosto do Deus criador” pelo frei Carmelita Descalço Armindo Vaz; os “Salmos da Criação” pelo padre Capuchinho Herculano Alves.

Na terça-feira, a partir das 15h00, destaca-se a mesa-redonda ‘Leituras do livro da criação’ que vai reunir José Manuel Alho, na vertente científica, a engenheira florestal Margarida Alvim, da Fundação católica ‘Fé e Cooperação, e o frei Acílio Mendes sobre o franciscano.

O bispo de Lamego, D, António Couto, apresenta no dia seguinte uma reflexão sobre “Cristo, o primogénito de toda a criatura”, às 09h30, e o frei Fernando Ventura vai falar sobre “novos Céus e nova Terra”, a partir das 15h00.

No último dia, 01 de setembro, antes da Eucaristia de Encerramento, às 11h00, o bispo auxiliar de Braga, D. Francisco Senra, vai apresentar o subtema “Da «Pacem in Terris» à «Laudato Si»”, a partir das 09h30.

Com o propósito de ser uma “séria reflexão” que ajude todos a contemplar o mundo com um olhar mais sapiente e franciscano, a 39.ª Semana Bíblica Nacional realiza-se na Casa do Verbo Divino, em Fátima.

CB, in Agência Ecclesia

 

28

Ago

2016

Santo Agostinho, Padroeiro secundário da Diocese

santo-agostinho-de-hipona

Santo Agostinho, Bispo e Doutor da Igreja, é o Padroeiro Secundário da nossa Diocese de Lamego. Recorde-se que o Padroeiro Principal é São Sebastião, Mártir.

Santo Agostinho, um dos personagens mais importantes da história do cristianismo, mormente no que concerne à filosofia e teologia cristãs.
Agostinho de Hipona, nasceu em Tagaste
, no dia 13 de novembro de 354. Foi bispo, escritor, teólogo, filósofo, Doutor da Igreja, conhecido como o Doutor da Graça. É uma das figuras mais importantes da história da Igreja.
Aos 11 anos de idade, foi enviado para uma escola, em Madaura, familiarizando-se com a literatura latina, e com as práticas e crenças pagãs. E aos 17 anos, o pai, enviou-o para Cartago, para aí continuar a sua educação na retórica.

Resistiu sempre a santa Mónica, sua mãe, para se converter ao cristianismo. Juntou-se a uma mulher, de quem teve um filho, Adeodato. Entretanto, foi para Milão, onde viria a mudar de vida.

Santo Ambrósio,
 Bispo de Milão, de quem Santa Mónica tomava conselhos, teve uma influência decisiva na conversão de Agostinho. Nesse tempo, Agostinho mandou a amada de volta para a África e deveria esperar dois anos para contrair casamento legal, mas não esperou, ligando-se a uma segunda concubina.
Durante o Verão de 386, leu um relato da vida de Santo António do Deserto e de Santo Atanásio de Alexandria, deixando-se inspirar por eles. Um dia enquanto passeava nos seus jardins em Milão ouviu uma voz: "Tolle, lege"; "tolle, lege", ou seja, "toma e ler"; "toma e ler". Abriu a Bíblia ao acaso e leu a passagem de Romanos 13,13-14: nada de comezainas e bebedeiras, nada de devassidão e libertinagens, nada de discórdias e invejas. Pelo contrário, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não vos entregueis às coisas da carne, satisfazendo os seus desejos.
Na Vigília Pascal, do ano de 387, fez-se baptizar, por Santo Ambrósio, Bispo de Milão, juntamente como o filho. Regressa a África. No caminho morre a mãe e pouco tempo depois o filho. Vendeu o património e distribuiu pelos pobres. Foi ordenado sacerdote em 391 e em 396 eleito bispo coadjutor de Hipona, donde se tornou Bispo pouco tempo depois.

Morreu em 430, pelo dia 28 de Agosto.

Continuar...
 

09

Ago

2016

Nomeações de D. António Couto | Ano Pastoral 2016-2017

Nomeações_2016.2017

 

NOTA DA VIGARARIA GERAL

 

DIOCESE DE LAMEGO

 

A Vigararia Geral da Diocese de Lamego informa que o Sr. D. António José da Rocha Couto, Bispo da Diocese, procedeu às seguintes alterações nos ofícios eclesiásticos:

  • DISPENSAR o Rev. Pe. José Alves de Amorim da Paroquialidade de S. João Baptista de Quintela da Lapa, na zona pastoral de Sernancelhe, mantendo os restantes encargos pastorais e NOMEAR, como Pároco, o Rev. Pe. Tiago André Bernardino Cardoso, até à presente data, Vigário Paroquial.

 

Relativamente aos ofícios da Cúria Diocesana:

  • TRANSFERIR, para a Comissão para a Missão e Nova Evangelização, o Departamento Diocesano da Pastoral de Jovens.
  • DISPENSAR o Rev. Pe. Duarte Freire de Andrade de Sousa Lara da Comissão Diocesana para a Missão e Nova Evangelização, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • DISPENSAR o Rev. Cón. Manuel Jorge Leal Domingues do Serviço Diocesano para as Obras Missionárias Pontifícias, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • DISPENSAR o Rev. Pe. Bráulio Manuel Félix Carvalho de Director do Departamento Diocesano da Pastoral de Jovens e nomeá-lo como Responsável do Serviço Diocesano dos Convívios Fraternos, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • DISPENSAR o Rev. Pe. Francisco de Almeida Marques de Presidente da Comissão para a Educação Cristã e Doutrina da Fé, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • DISPENSAR o Rev. Pe. Paulo Jorge Pereira Alves de Presidente da Comissão Diocesana para o Laicado e Família e de Director do Departamento Diocesano da Pastoral Familiar.
  • DISPENSAR o Rev. Pe. Vasco de Oliveira Pedrinho de Director do Departamento Diocesano da Pastoral Vocacional e reconduzi-lo como Formador do Seminário Maior de Lamego, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • RECONDUZIR o Rev. Pe. Joaquim Proença Dionísio como Reitor do Seminário Maior de Lamego e como Director do Jornal Voz de Lamego, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • RECONDUZIR Rev. Cón. Manuel Jorge Leal Domingues como Administrador do Jornal Voz de Lamego, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • RECONDUZIR o Rev. Pe. Hermínio Manuel Lopes como Designer Gráfico do Jornal Voz de Lamego,mantendo os restantes encargos pastorais.
  • NOMEAR o Rev. Pe. Diamantino José Alvaíde Duarte como Presidente da Comissão Diocesana para a Missão e Nova Evangelização, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • NOMEAR o Rev. Pe. Fabrício António Pinheiro Correia como Responsável do Serviço Diocesano das Obras Missionárias Pontifícias, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • NOMEAR o Luís Rafael Teles Azevedo como Director do Departamento Diocesano da Pastoral de Jovens.
  • NOMEAR o Rev. Pe. Manuel Pereira Gonçalves como Presidente da Comissão Diocesana para a Educação Cristã e Doutrina da Fé, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • NOMEAR o Rev. Pe. Adriano Filipe Assis como Presidente da Comissão Diocesana para o Laicado e Família, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • NOMEAR o Sr. Eduardo Augusto Rodrigues de Seixas e a sua esposa a Sra. D. Maria Natália Leandro Rodrigues de Seixas, como Directores do Departamento Diocesano da Pastoral Familiar.
  • NOMEAR o Rev. Pe. José Miguel Loureiro Almeida como Director do Departamento Diocesano da Pastoral Vocacional, mantendo os restantes encargos pastorais.
  • NOMEAR o Rev. Pe. José Fernando Duarte Mendes como Director do Departamento Diocesano da Pastoral da Saúde e das Pessoas com Deficiência, mantendo os restantes encargos pastorais.

 

Todas estas nomeações são feitas por um período de três anos.Os restantes titulares de ofícios da Cúria Diocesana que não são nomeados nesta Nota são reconduzidos nos seus cargos, também por um triénio.

A Diocese agradece a disponibilidade generosa de todos os sacerdotes e a sua inestimável dedicação aos vários ofícios eclesiais, aos quais entregam a sua vida sacerdotal.

 

Lamego, 4 de Agosto de 2016, dia litúrgico de S. João Maria Vianney

Mons. Joaquim Dias Rebelo

Vigário Geral da Diocese de Lamego

 

06

Ago

2016

D. António Couto em Freixinho e Fonte Arcada

Visita Pastoral do Sr. Bispo D. António Couto, Bispo de Lamego às Paróquias de Freixinho e Fonte Arcada - Zona Pastoral de Sernancelhe

6x

Nos dias 27, 28 e 31 de Julho, o Sr. Bispo D. António Couto, presenteou com a sua visita as Paróquias de Freixinho e Fonte Arcada (Sernancelhe). Foi com alegria que estas duas comunidades, orientadas pelo Sr. Padre Diamantino Duarte, receberam de coração aberto e humildemente tão nobre Senhor.  

No dia 27, o Sr. Bispo visitou a Paróquia de Freixinho, iniciando o programa com a visita ao cemitério onde rezou por todos os que já partiram. De seguida visitou a capela de Santa Barbara e São Pedro, capelas restauradas recentemente. A visita prosseguiu à Igreja Paroquial onde pode comtemplar uma das Igrejas mais belas da Diocese de Lamego, com o restauro do Altar-Mor também recentemente. Todos estes restauros foram da responsabilidade da paróquia que, com muitas dificuldades, quer manter o seu espaço religioso acolhedor. O dia foi também de visita à sede da Junta de Freguesia.

Continuar...
 

26

Jul

2016

Celebração do Crisma em Ervedosa do Douro - 2016

4373-90

Passaram já três anos, desde a última visita Crismal, Ervedosa Douro, novamente em clima de Festa com trinta e um jovens que ao longo de dois anos de caminhada se prepararam para receberem o sacramento do Crisma, das mãos de D. António Couto, Bispo da nossa Diocese.

Com estes jovens estiveram também alguns dos adultos, que quiseram dar mais este passo na confirmação da sua fé e da sua pertença à Igreja.

Todos receberam o impulso para a missão, na liberdade e na coragem.

Ficou um forte apelo aos crismados: que sentissem o Crisma como início de uma nova etapa das suas vidas, e não um fim, ao serviço da Igreja e do mundo, da unidade e da paz; que fossem sensíveis ao chamamento de Deus, incluindo o chamamento para a consagração por inteiro ao serviço da Igreja. 

"Não acredito que o Espírito Santo que chamou os Apóstolos e, ao longo dos séculos, tantos e tantas à consagração total ao Evangelho, não continue hoje a chamar.

Parabéns a toda a comunidade e de um modo especial aos crismados…

Cristo espera e conta com todos vós.

Pe. Luís Seixeira, in Voz de Lamego, ano 86/37, n.º 4373, 26 de julho de 2016