Fechar

Login

23

Fev

2017

Visita Pastoral de D. António Couto à Paróquia do Mezio

Pelas quinze horas do dia 14 de fevereiro de 2017, a comunidade escolar do Mezio - crianças da educação pré-escolar, meninos e meninas do primeiro ciclo do ensino básico, respetivas assistentes operacionais, educadoras e professores, aguardavam a chegada do seu pastor diocesano – D. António Couto. Acompanhado pelo pároco, o senhor bispo era aguardado pelo senhor diretor do Agrupamento de Escolas de Castro Daire e pela Junta de Freguesia da União de Freguesias do Mezio e Moura Morta. Dava-se início à Visita Pastoral à paróquia de S. Miguel do Mezio. Entretanto, da Câmara Municipal de Castro Daire, chegava, também acompanhado, o seu distinto presidente, cuja presença muito honra proporcionava.

 

Abençoado tempo! Embora, no exterior invernoso chovesse, como era agradável e bom estar ali! A sala, a transbordar de pequenas e maravilhosas estrelas, abarrotava de gente miúda e graúda em contexto formativo. As crianças motivadíssimas (permitiriam ouvir uma mosca que passasse se as houvesse!) acompanhavam, em silêncio e ansiosamente curiosas, o desenrolar do vídeo prévia e meticulosamente elaborado. Identificada com as atuais armas da diocese, a esmerada coleção de curtos vídeos, didaticamente elaborada com a imprescindível colaboração dos discentes, era uma viva alusão individual e personalizada da perceção da pessoa e da missão do bispo diocesano. Muito do conteúdo do trabalho pedagógico produzido foi, de facto, confirmado, em presença, pelo visado. Os pequenos aprendentes, com a sua própria e incipiente bagagem cultural eram (e sentiam-se) os verdadeiros protagonistas. Considerável, empenhado e tecnologicamente atualizado trabalho educativo / escolar de excelente qualidade daquela harmoniosa e integradora equipa docente, não docente e discente!

Seguiu-se a visita guiada à Associação Etnográfica do Montemuro. O seu digníssimo Presidente da Direção, com fundamentado conhecimento de saber e fazer feito, deslumbrava os presentes com a sua peculiar e dedicada apresentação dos ínfimos detalhes da exposição permanente. E desde a explicação da fundação da Associação até à atualidade, desde a origem do fabrico até à distribuição, no mercado, das peças produzidas pelo artesanato, desde a configuração das peças históricas típicas, passando pela sua disposição espacial e funcional, até à degustação de produtos alimentares regionais, a todos os presentes na comitiva episcopal esclarecia. O que culturalmente já fazia sentir bem, na interação com os hábitos e costumes da história local, foi, a terminar a visita às instalações etnográficas representativas da serra do Montemuro, complementado com o precioso lanche que a Associação aí ofereceu e serviu.


Na quinta-feira seguinte (16/2/2017) prosseguia a visita pastoral ao abençoado lugar de Vale Abrigoso. Eram dadas as boas-vindas ao pastor diocesano pelas quinze horas, junto à capela dedicada a Nossa Senhora da Apresentação. Daí, a pé, começou a passagem pela ruas da aldeia ao encontro daqueles que não poderiam estar junto dos que na Missa e lanche-convívio, um pouco mais tarde, receberiam a Santa Unção e confraternizariam. A cada um dos doentes visitados nos seus domicílios foram, pelo senhor bispo presididos, celebrados os sacramentos da Unção dos Enfermos e da Eucaristia. Do percurso das visitas fez parte, ainda, uma particular visita à imagem de Santo António, na capelinha a ele dedicado, na companhia das de São João Batista e de São Francisco de Assis.

Na sexta-feira, dia 17/2/2017, pouco passava das 10h30, os trabalhos pastorais da visita prosseguiam. No salão da residência paroquial do Mezio, em reunião, o sr. bispo inteirava-se da vida pastoral da paróquia, ouvindo representantes dos diferentes movimentos e organismos. Apreciava, comentava e incentivava ao maior dinamismo possível, recordando a cada participante a sua vocação batismal. A seguir ao almoço, e depois de breve passagem pela capela de Nossa Senhora das Antas, o responsável máximo da diocese de Lamego era solenemente aguardado nas suas casas por uma dúzia de doentes para receberem os sacramentos da Eucaristia e Santa Unção. A terminar, mas ainda antes da romagem ao cemitério para evocar as almas dos antepassados desta paróquia, na igreja, pelas 17:30H, eram celebrados os mesmos sacramentos por quem a este templo sagrado pôde deslocar-se.

E, no regresso das aulas, a meia dúzia de crismandos deste ano catequético, na residência paroquial ultimavam, com o sr. bispo, a preparação para a receção do Crisma no dia seguinte.

E eis-nos chegados ao dia mais importante da semana – domingo – e ao momento mais importante do dia – a Eucaristia dominical-. Ficará particularmente memorável para o grupo dos crismados e seu catequista, ao culminarem a sequência da década da tarefa de evangelização a que se comprometeram. A comunidade eucarística celebrou assim sob a presidência de Sua Excelência Reverendíssima D. António Couto o sacramento da Confirmação. A terminar a celebração o senhor presidente da União de Freguesias de Mezio e Moura Morta, com a oferta de uma valiosa e simbólica recordação manifestava, mais uma vez, o permanente cuidado e apoio de todas as atividades que vão marcando as terras que nesta serra de Montemuro lhe estão confiadas à sua digna representação das pessoas que as habitam.

 

 

O Pároco, Pe. Diogo Filipe

 

in Voz de Lamego, ano 87/15, n.º 4400, 21 de fevereiro de 2017