Previous Next

Visita Pastoral de D. António Couto à Paróquia de Carrazedo

O Sol brilhou em Carrazedo – Tabuaço. Para além do astro que nos ilumina e dá vida ao planeta, chegou um Sol que acompanha sempre o nosso Bispo, Sr. D. António Couto. Isso mesmo nos foi referido pelo Sr. D. António numa altura das palavras que dirigiu ao povo de Carrazedo – nunca está só, sabe-se sempre acompanhado e iluminado por Jesus.

Neste domingo, 27 de janeiro, o povo desta pequena paróquia de Carrazedo juntou-se ao seu Pároco, Pe. Manuel Gonçalves e reuniu-se perto da imagem de Nossa Senhora que, junto à estrada vela por quem passa e se encontra sempre presente para os que aqui vivem e labutam, para receber o Bispo de Lamego.

Todos acompanharam, então, o Sr. D. António que, a pé, se dirigiu para a Igreja de Carrazedo, e entoando o “Bendito”. Encheu-se a Igreja com todos os paroquianos e também com muitos que, por diversas razões não vivem permanentemente na aldeia, mas não deixaram de comparecer para acolherem, neste dia, o seu Bispo e, com ele, compartilhar da alegria e momento muito especial da sua presença no meio de nós.

Foi a primeira vez que o Sr. D. António entrou nesta pequena, mas antiga e muito bonita Igreja. E disso fez referência, logo no início da sua homilia. Pois sempre que entra pela primeira vez numa Igreja, o seu pensamento vai de imediato para aqueles que no seu tempo pensaram, desenharam, construiram e depois viveram a sua fé, fizeram as suas orações e celebrações ao longo dos tempos até ao presente.

Foi uma celebração muito vivida, com forte participação, desde os cânticos até à excelente homilia do Sr. D. António. Referiu o seu propósito, com estas visitas à zona Pastoral de Tabuaço, tal como escreveu na sua Carta Preparatória destas visitas – Anunciar o Evangelho, Evangelizar. Todo o cristão tem de ser evangelizador, e sê-lo HOJE. Esta palavra HOJE foi fortemente enunciada pelo Sr. D. António, tal como repetidamente nos aparece nos textos litúrgicos. E HOJE cada um de nós deve olhar para o irmão que precisa, e estar presente. E para aquele de quem não gostamos muito, ou está mais afastado. Portanto, semos evangelizadores e HOJE.

No decorrer da Celebração, O Sr. D. António procedeu à administração do Sacramento da Santa Unção a todos os que o desejaram. Fez questão de esclarecer bem o seu sentido, a quem se dirige e quem o pode ou deseje receber. Ainda há alguma ligação emocional ao que antigamente se designava de extrema-unção e que se dirigiria aos moribundos. Este esclarecimento foi muito importante pois quase todos – de jovens aos menos jovens foram receber este Sacramento.

Entretanto, no início da Missa, o Presidente da União de freguesias de Pinheiros e Vale de Figueira, que engloba a paróquia de São Salvador de Carrazedo, tinha dado as boas-vindas ao Sr. D. António, manifestando a alegria de todos pela sua presença, e que ela fosse motivo e força para renovação e reavivamento da fé e vivência da missão de cada um nesta nossa passagem na Terra.

Também aludiu às obras de restauro efetuadas na Igreja – e agora concluídas -, só possíveis graças ao esforço e empenho de muitos, começando pelo Pe. Manuel, o povo anónimo, a própria Junta e a Câmara Municipal de Tabuaço, que não deixou de estar presente nesta ocasião, nomeadamente o Sr. Presidente da Câmara, Eng Carlos Carvalho, os Vereadores Dr. José Carlos Silva e Sr. Manuel Costa e Dr. Leandro Macedo, Presidente da Assembleia Municipal de Tabuaço.

Também o Pároco, Pe. Manuel, abordou o assunto das obras na sua alocução no fim da celebração. Fez questão de agradecer a todos os que, dum modo ou outro colaboraram e se empenharam na concretização das obras, nomeadamente as contribuições da Junta de Freguesia e Câmara Municipal. Aproveitou também a ocasião para prestar públicas contas, com as receitas e despesas com elas relacionadas.

Agradeceu, então, ao Sr. D. António Couto a sua Visita Pastoral, as suas eloquentes palavras e muito especialmente a sua presença no meio deste povo de Deus onde, como tinha o Sr. D. António dito, o Senhor está sempre no meio de nós.

A Celebração terminou na ida ao cemitério de Carrazedo, onde se lembraram todos os que já passaram pela paróquia de Carrazedo, rezando por eles e sabendo que eles também estarão a rezar por nós. O Sr. D. António aspergiu com água benta os túmulos existentes. A seguir, a bênção final aos presentes.

O sol da tarde ia declinando, mas o Sol continuou a brilhar, e todos se juntaram num lanche de despedida e agradecimento por este acontecimento singular, mas importante e vital para o povo de Deus, que O sente sempre presente e próximo.
Até uma próxima oportunidade e que seja breve!


Eduardo Fonseca, in Voz de Lamego, ano 89/09, n.º 4495, 29 de janeiro de 2019

A acontecer...

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquisar

Redes Sociais

Fale Connosco

  254 612 147

  curia@diocese-lamego.pt

  Rua das Cortes nº2, 5100-132 Lamego.

Contacte-nos

Rua das Cortes, n2, 5100-132 Lamego

 254 612 147

 curia@diocese-lamego.pt

 254 612 147