Previous Next

Visita Pastoral de D. António Couto a Valongo dos Azeites

Na quinta-feira, dia 6 de fevereiro de 2020, o Sr. Bispo, D. António Couto, visitou a Paróquia de Santa Catarina de Valongo dos Azeites, no concelho de São João da Pesqueira.
Nesse dia visitou vários locais importantes para a paróquia, visitou alguns doentes, esteve com os Crismandos e principalmente esteve em contacto com toda a população. No final do dia, um lanche convívio que contou com a presença do sr. Presidente do Município de São João da Pesqueira, sr. Dr. Manuel Cordeiro, e com os Vereadores, o sr. Jorge Andrade e o sr. Dr. Rodrigues.

Esta visita foi essencial para fortalecer a Fé de toda a população.

No Domingo, dia 9 de fevereiro, decorreu a celebração do Crisma, na Igreja Matriz de Valongo dos Azeites, com 25 crismandos, acompanhados pelos seus padrinhos e familiares. A celebração da Santa Missa teve a participação ativa dos Crismandos.
Durante a homilia, partindo da liturgia da Palavra do 5.º Domingo do Tempo Comum, o Sr. Bispo desafiou-nos a todos, em especial os jovens crismandos, a sermos sal do mundo, a dar tempero e sabor às nossas opções de vida, a darmos sabor, com o nosso cuidado e atenção à vida dos irmãos. E o desafio continuou, para que sejamos luz mundo, uma Luz que não é nossa, é de Jesus, vem de fora, mas alumia desde dentro.

“O mundo é a nossa casa. Compreenda-se já que o SAL e a LUZ são belíssimas metáforas das OBRAS que fazemos: «Assim brilhe a vossa LUZ diante dos homens, para que vejam as vossas BOAS OBRAS» (Mateus 5,16). Mas entenda-se também de imediato que «as nossas OBRAS BOAS» não são do domínio das nossas mãos (a LUZ escapa-nos das mãos), mas do domínio da Graça de Deus que, como em Maria, também em nós «faz grandes coisas» (Lucas 1,49). São mesmo as OBRAS que se devem ler no cone de luz da LUZ e do SAL. De resto, é sabido que, quimicamente falando, o SAL não pode perder o seu sabor. Mas um homem sem OBRAS BOAS é insípido e inútil”.

Seremos luz na medida em que vivermos e praticarmos as obras de misericórdia, dar de comer a quem tem, vestir os nus, acolher os peregrinos e os vizinhos, estender a mão e tratar os outros como irmãos. “O mundo é a nossa casa. E, neste vasto mundo que habitamos, são muitos os irmãos que passam fome, que não têm casa, que andam nus. Para nossa vergonha, cerca de um bilião e meio de irmãos nossos vivem abaixo do limiar da pobreza! Isaías 58,7-10 não nos deixa ficar insensíveis perante este triste panorama, mas mostra-nos, em contraponto, que muitas vezes nos blindamos dentro das portas e das janelas do nosso egoísmo e comodismo. É assim que nos tornamos insípidos e deixamos apagar a nossa luz”.

No final da Eucaristia, agradecemos a presença do Sr. Bispo António Couto pela visita à nossa comunidade, pelos momentos que viveu connosco e entre nós, pelo fortalecimento da fé dos cristãos desta paróquia, pela graças dispensadas na administração do Crisma, e pelas palavras que a todos envolveram na ternura de Jesus, desafiando-nos a segui-l’O na proximidade a todos, especialmente aos mais frágeis, aos nossos velhinhos e aos nossos doentes.

 

Mónica Pacheco, in Voz de Lamego, ano 90/13, n.º 4548, 26 de fevereiro de 2020

A acontecer...

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Pesquisar

Redes Sociais

Fale Connosco

  254 612 147

  curia@diocese-lamego.pt

  Rua das Cortes nº2, 5100-132 Lamego.

Contacte-nos

Rua das Cortes, n2, 5100-132 Lamego

 254 612 147

 curia@diocese-lamego.pt

 254 612 147