Previous Next

Padre Frederico dos Anjos | 1929-2020

O Senhor nosso Deus, Pai de Jesus e nosso Pai, Deus de bondade e de sabedoria, chamou para junto de Si, na morada eterna, o nosso o nosso irmão Padre Frederico dos Anjos Martins.

O Pe. Frederico era natural do Vilarouco, no concelho de São João da Pesqueira, onde nasceu no dia 13 de março de 1929.

Foi ordenado sacerdote a 29 de junho de 1958 e pertencia à Congregação do Imaculado Coração de Maria, sendo posteriormente incardinado na Diocese de Lamego. Foi nomeado pároco de Valença do Douro e da Desejosa, no concelho de Tabuaço, de Casais do Douro e do Sarzedinho, no concelho de São João da Pesqueira, a 21 de outubro de 1976, onde permaneceu durante vários anos. Em 21 de agosto de 2010, foi nomeado pároco de Melcões, no concelho de Lamego.

Ultimamente, as condições de saúde vinham-se a agravar.

Faleceu no dia 4 de março do corrente 2020.

O nosso Bispo, D. António Couto, presidiu à celebração de corpo presente, na Igreja da Graça, da parte da manhã do dia 5 de março. Durante a homilia, o Sr. Bispo fez-nos olhar para o essencial da nossa vida, como cristãos, e por maioria de razão, como sacerdotes, que têm a missão de falar de Deus às pessoas e falar das pessoas a Deus, pela oração. O essencial é o amor de Deus, que Se manifesta em Jesus Cristo, especialmente no mistério pascal, morte e ressurreição, que celebramos em cada Eucaristia, unindo-nos a todos os que estão em Cristo, que no tempo quer na eternidade. Um dos sublinhados do nosso Bispo acerca do Pe. Martins, é que foi um padre que concretizou o amor de Deus no trato com os seus semelhantes. Essa é a nossa missão também: traduzir hoje o amor de Deus no contacto com as pessoas que encontramos na nossa vida. E Eucaristia, sacramento de ação de graças, momento por excelente para agradecer a Deus o dom da vida do Pe. Frederico e o dom do ministério sacerdotal.

Depois da santa Missa na Igreja da Graça, o cortejo fúnebre seguiu para Vilarouco, a sua terra natal. Aí foi celebrada a Santa Missa, para os seus conterrâneos, mas também para os muitos amigos que se deslocaram das comunidades onde foi pároco.

No final da Eucaristia, foi sepultado no cemitério local.

Que o Senhor Deus lhe dê a recompensa dos justos e fortaleça em nós o empenho para traduzirmos a amor de Deus, amor sem medida, no compromisso com todos os irmãos que Deus nos dá.

in Voz de Lamego, ano 90/15, n.º 4550, 10 de março de 2020

A acontecer...

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Pesquisar

Redes Sociais

Fale Connosco

  254 612 147

  curia@diocese-lamego.pt

  Rua das Cortes nº2, 5100-132 Lamego.

Contacte-nos

Rua das Cortes, n2, 5100-132 Lamego

 254 612 147

 curia@diocese-lamego.pt

 254 612 147